Nutrição

Se o mundo fosse Vegetariano?

O que aconteceria se o mundo virasse vegetariano?

Vegetarianos e veganos defendem que uma alimentação livre de produtos de origem animal reduz não apenas o sofrimento dos bichinhos, mas também que é ecologicamente mais correta e sustentável.
Para tentar encontrar dados que ajudassem a conhecer o impacto do consumo de carne no meio ambiente, Robin White, especialista em ciências animais do Instituto Politécnico e Universidade Estadual da Virgínia, liderou um estudo que verificou o que aconteceria no mundo se toda a população dos EUA virasse vegetariana.

Vegetarianismo global reduziria gases de efeito estufa

De acordo com a pesquisa, se todos parassem de comer carne, a emissão de gases que provocam efeito estufa seria reduzida em pelo menos 28%: o fim dos rebanhos de criação faria com que a emissão de gás carbônico diminuísse de 623 milhões de toneladas para 446 milhões, por ano.

O número, a princípio, poderia parecer um pouco menor porque os pastos que seriam transformados em área de cultivo exigiriam maior uso de fertilizantes artificiais e criariam novas fontes de emissão, por galhos e outras partes de plantas que não são consumidas e precisariam ser queimadas. Juntos, esses processos resultariam em 25 milhões de toneladas de emissões de carbono.

Mas segundo outros estudiosos, o impacto positivo seria ainda maior caso todo mundo virasse vegetariano, já que o trabalho científico não levou em conta a redução de emissão de outros países e tampouco outras práticas sustentáveis, como agricultura orgânica, que dispensa fertilizantes químicos, agroflorestas e compostagem, que lida com resíduos vegetais.

Etiquetas
Mostrar mais

Daniella Reis

Recém formada em Tecnologia da Informação, hoje com foco em fortalecer o marketing digital através de aplicativos com maior potencial de resultados.
Botão Voltar ao topo
Fechar