É proibido pensar

Honoré de Balzac, escritor francês e um dos fundadores da Escola Realista na França, certa vez escreveu que o ódio, assim como o amor, alimenta-se com as menores coisas, afinal tudo lhe cai bem. Assim como você crê que a pessoa amada não pode fazer nenhum mal, acredita inocentemente que a pessoa odiada também não pode fazer nenhum bem.

E é neste grande erro que vive o Brasil nos dias de hoje.

Amar ou odiar, pois pensar é praticamente proibido.

Uma campanha massiva e amplamente difamatória contra Bolsonaro impôs nas mentes preguiçosas de que o sujeito é o mal, é a escória, é a figura mais desprezível da história da política.

Ironicamente esta mesma imprensa transforma gente como Lula, criminoso condenado, em um verdadeiro messias, um homem do povo, um eterno injustiçado, assim como figuras nefastas como Renan e Aziz se tornam paladinos da justiça.

Seria hilário se não fosse tão grave e tão triste esta influência macabra da mídia sobre corações e mentes.

De um lado temos um sistema amplamente corrupto e sujo que já perdura por séculos no país, enquanto de outro lado surge um “louco” que resolve, como um verdadeiro outsider, ir na contramão deste sistema enfrentando alguns dos maiores caciques do país, enquanto se alia à uma outra parte deles, para se manter no poder.

Até aqui, ao menos, nada que o chefe de Estado tenha feito caminhe contra a Constituição do país, apesar de moralmente muitas de suas ações serem questionadas, inclusive por mim quase que diariamente.

Não morro de amores por Bolsonaro, como muita gente já sabe, aliás não tenho admiração por NENHUM político, porém diferente da turma que xinga o presidente 24 horas por dia, mas finge não ver o que o outro lado fez, faz ou continuará fazendo, posso me dar o direito de ser imparcial e analisar com cautela cada passo dentro desta história.

Qual nome disto? Deixo para vocês decidirem.

Bolsonaro, em seu direito, questiona as urnas eletrônicas que o elegeram, o que já seria uma incoerência, correto? Mas não, a questão vai muito além e, goste ou não do sujeito, ele está pondo o dele na reta para mostrar o quanto supostamente talvez sejamos iludidos por imagens, falsos discursos e um eterno e monstruoso teatro das tesouras.

Abandone seu ódio por um instante, se for capaz, e apenas pense, por favor, pense:

Você realmente acredita que uma pessoa incapacitada, sem NENHUM carisma, uma inteligência (ou falta de) questionável e nenhum traquejo político realmente seria capaz de vencer DUAS vezes uma eleição para presidente?

Você crê numa corte que torna elegível um criminoso condenado pela justiça enquanto tenta, por outro lado, deslegitimar seu oponente com uma ficha limpa, ao menos até aqui?

Na live surpresa de ontem, Bolsonaro apresentou documentos OFICIAIS da PF apontando que um hacker “passeou” pelo sistema “seguro” do TSE por SETE meses.

Apenas SETE meses.

Você consegue compreender isto ou seu ódio lhe cegou até para as coisas mais simples e mais óbvias?

O que o TSE fez? Contestou a PF?

De acordo com os documentos que o Presidente da República apresentou (deixe de ser preguiçoso e LEIA antes de emitir opinião), ao que parece, “rastros” e “digitais” do hacker supostamente foram apagados.

Mas calma, a história fica ainda pior.

Giuseppe Janino, considerado o PAI das urnas eletrônicas, após três décadas de serviços deixou o cargo de comando na Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do TSE, a pedido do próprio presidente do TSE que, que de acordo com Bolsonaro, empregou Janino agora como assessor.

O atual presidente do TSE, para quem já esqueceu, foi o advogado do assassino italiano Cesare Battisti, que gozava de plena liberdade no Brasil até finalmente ser extraditado, no governo Temer, para a Itália, onde foi condenado à prisão perpétua.

Ouça (ou leia) a defesa do advogado e tire suas conclusões sobre o que é realmente mentir com total frieza.

Cuidado, meu bom amigo, os animais de sangue frio são os únicos que têm veneno.

Bolsonaro ontem jogou uma pedra talvez no maior vespeiro deste país, resta saber agora se vai correr ou encarar de frente o ataque, munido ou não (quem pode afirmar?) de um bom inseticida.

Trump, por excesso de confiança, pecou, dormiu no ponto e perdeu uma eleição ganha e até hoje bastante discutível ou você realmente acha que um sujeito praticamente senil e que não era capaz de atrair 50 pessoas para um comício seria capaz de vencer o homem odiado pelo mainstream, mas que tinha o povo (ou a vasta maioria dele) ao seu lado? É de se pensar, se você consegue enxergar além da bolha da TV Globo, Folha de SP ou da fala dos artistas que você idolatra tanto e que só querem o seu “bem”.

Bolsonaro tomou a frente, foi mais ágil, e antes que seja “derrubado” nas urnas por um sujeito CONDENADO, que sequer pode sair às ruas e que faz lives na internet com menos de 200 pessoas, resolveu jogar as cartas na mesa.

Ele pode até perder, mas ao menos deixou no ar (agora com fortíssimas evidências) de que o sistema pode ser falho e que talvez haja um plano bem maior do que você imagina e ele, Bolsonaro, pode ser a pedra no sapato destes “gênios”.

Para fechar, lembre-se da fala de Zé Dirceu, que de burro nunca teve nada:

“Vamos tomar o poder, que é diferente de ganhar a eleição”.

Fonte
Rede Social: TEXTO DE AUTORIA DA TOCA DO LOBO 05/08/21
Mostrar mais

Mônica dC

Todas as publicações aqui postadas são copiadas. Nenhum material é de autoria própria. As matérias são captadas em sites de total credibilidade, contra Fake News. Todo o perfil desse site é particular e independente, um hobby apenas, com o conteúdo selecionado por uma única pessoa, que é Politicamente Incorreta, Robô com CPF e Capitalista. Na categoria "Manifesto" - são opiniões alheias, publicadas por DIREITO e, muitas vezes, uma obrigação, como cidadão, como patriota.Mônica dC by Virtual2Go. WEB DESIGNER & ASSESSORA DE MARKETING DIGITAL. SEO Especialista.
Botão Voltar ao topo
EnglishFrenchGermanItalianPortuguese